Biscoito e Bolacha amanteigado

por | 17/jun/2019 | Informações | 0 Comentários

 

Quando falamos de biscoito ou Bolacha já vem a dúvida em minha cabeça… qual o jeito certo de falar, é Biscoito ou Bolacha?

Segundo o gráfico abaixo varia de Estado para Estado.

Eu tenho costume de falar bolacha e você? 😆

Ambos são corretos, mas “biscoito” entrou primeiro na língua portuguesa, e esse é o único critério em que é possível apontar um vencedor. O país é atualmente o segundo maior produtor de biscoitos/bolachas do mundo, com 1,2 mil tonelada fabricada por ano, segundo a Associação Nacional da Indústria de Biscoitos (Anib).

Nesta semana, trataremos sobre os biscoitos e bolachas amanteigados que são classificados de acordo com seus ingrediente e apresentação.

Conforme a Anvisa, Biscoito ou bolacha é o produto obtido pelo amassamento e cozimento conveniente de massa preparada com farinhas, amidos, féculas fermentadas, ou não, e outras substâncias alimentícias (Resolução RDC nº 12/78 – Anvisa).

Os biscoitos e bolachas amanteigados são preparados com farinha de trigo, manteiga ou gordura, água e sal. Através da embalagem dessas mercadorias, é possível encontrar se é um produto amanteigado.

Agora que sabemos as particularidades do produto, aplicaremos a classificação fiscal adequada. Na Tipi (Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados), os biscoitos e bolachas amanteigados classificam-se NCM 1905.31.00.

Vejamos a descrição da NCM: 

1905 – Produtos de padaria, pastelaria ou da indústria de bolachas e biscoitos, mesmo adicionados de cacau; hóstias, cápsulas vazias para medicamentos, obreias, pastas secas de farinha, amido ou fécula, em folhas, e produtos semelhantes.

1905.3 – Bolachas e biscoitos, adicionados de edulcorante; waffles e wafers:

1905.31.00 – Bolachas e biscoitos, adicionados de edulcorante.

 

Fundamentos Legais:

Resolução RDC nº 12/78 – Anvisa

Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados (TIPI)